text-align: center;

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

[CONHECENDO A SÉRIE] Yami Shibai - Japanese Ghost Stories

Yami Shibi - Histórias de Terror Japonesas é um anime lançado em 2013, dirigido por Tomoya Takashima, escrito por Hiromu Kumamoto e produzido pela ILCA. Trata de micro relatos de terror, trazendo lendas contadas no interior do Japão, além de mostrar o lado obscuro e mais macabro das histórias de assombração. Yami Shibi explora a rica cultura oculta ocidental. Um destaque da série é a qualidade gráfica e o diferencial mostrado através dela, já que imita a técnica narrativa conhecida por Kami Shibai, tradição japonesa inspirada pelo uso artístico de figuras de papel e rolos de pintura.


Yami Shibai é composta de 13 episódios, com histórias curtíssimas para cada um, cerca de 3 a 4 minutos, aproximadamente, como algum tipo de curta-metragem. Apesar disso, não deixa de ser extremamente assustadora e de fazer jus às grandes produções japonesas, quase especialistas em criar histórias tensas e bastante bizarras e reais.
Não há muito o que falar desta série além do que já foi dito anteriormente. São episódios independentes, trazendo, cada um, sua própria lenda e seu modo de ser expresso. Apesar de todos se passarem em território japonês, traz enredos variados e diferentes, causando sentimentos, apreensões e medos diferentes a cada lenda narrada.
Confira a lista dos episódios e o contexto inicial de cada um deles:

  • A Mulher do Amuleto:  a história de um homem que tinha acabado de se mudar para um certo apartamento.
  • Zanbai: a história de um homem que foi para uma certa vila no interior de seu país em uma viagem de negócios.
  • A Regra de Família: a história de um garoto, chamado Toshiharu, que se mudou de volta para seu país com seus pais.
  • Cabelo: a história de uma professora de uma escola de Ensino Fundamental que teve que trabalhar até tarde num certo dia.

  • O Próximo Andar: a história de uma certa família que foi ao shopping para comprar o presente de aniversário para seu filho.

  • O Bagageiro: a história de um certo homem que não fazia nada a não se trabalhar, trabalhar e trabalhar, dia após dia.
  • Contradição: a história começa com uma ligação para a casa de uma certa jovem, no meio da noite.

  • A Deusa do Guarda-Chuva: a história de um certo garoto que foi visitar seu amigo que tinha acabado de se mudar para o Japão.
  • Amaldiçoada: a história de uma certa mãe e filha que foram castigadas com uma terrível maldição.
  • A Lua: a história sobre os meninos de um certo time de baseball escolar que ficaram em uma pousada durante o acampamento de treinamento.
  • O Filme: a história do que aconteceu a três garotos do Ensino Fundamental no último dia de férias de verão.
  • Tomonari-Kun: a história de uma garota do Ensino Médio e uns rapazinhos que viviam num certo complexo habitacional.
  • Tormentador: a história de um certo grupo de garotos estudantes de uma pequena escola no país.

A partir dessas historinhas, Yami Shibai desenvolve um contexto bastante assustador e tenso, abrangendo lendas urbanas sobre maldições, almas e fantasmas e, como de praxe, casas mal-assombradas. Os detalhes gráficos são bastante simples, sem muito movimento e lembrando a junção de desenhos, criando uma estética única e bastante singular. Esse detalhe, para mim, tornou o anime BEM MAIS assustador, já que as coisas pareceram acontecer mais subitamente. Talvez tenha sido psicológico, sei lá, mas realmente senti isso.
Além disso, como já havia dito anteriormente, os episódios são beeeem curtos, com 4 minutos de duração estourando mesmo. Mas, nem por isso, faz com que o terror perca a sua essência, como podemos ver logo no primeiro episódio (que já nos prepara pro resto da série). É difícil destacar quais os melhores e os mais tensos, mas acredito que nenhum supere o final do episódio de Tormentador (dei um mega pulo da cadeira com o final!!), ou com a tensão psicológica transmitida na última frase de Amaldiçoada (tenso mesmo!!). Incrementando um pouco mais o clima, ainda conta com uma abertura meio macabra, com um homem mascarado convocando um grupo de crianças para escutar a história de terror. O homem tem uma voz sinistra e ele quem começa ditando o suspense da série em todos os episódios.


Mais uma vez, os japoneses se superaram no quesito terror. Parece que eles fazem coisas assustadoras na mesma proporção que produzem coisas bizarras, é incrível. Yami Shibai cumpre com perfeição seu propósito de assustar e de amedrontar, ainda mais os medrosos (como eu). Talvez muitos não sintam nada ao assistir a série, mas, de qualquer jeito, recomendo MUITO que seja assistida com HEADSET, DEPOIS DA MEIA-NOITE E NO ESCURO. Garanto que você pode ser o cara mais machão do mundo, mas vai ser IMPOSSÍVEL não se assustar em alguns desses episódios.
Atualmente, a segunda temporada está em exibição e garanto que, logo que terminar, irei trazê-la para vocês aqui no blog ;)

Um comentário:

  1. A segunda temporada já está no episódio 10!

    Poxa, vc poderia por favor comentar cada lenda? algumas são difíceis de entender e não tem na internet a original pra gente tirar a dúvida.
    Deixarei o meu email: dehborinha_17@hotail

    por favor, avise quando fizer um post novo sobre o assunto

    bgd^^

    ResponderExcluir