text-align: center;

sábado, 10 de janeiro de 2015

[MINHA RESENHA] A Mulher Silenciosa - A.S.A. Harrison

A Mulher Silenciosa
Harrison, A.S.A
Editora Intrínseca, 2014




A Mulher Silenciosa é uma obra dramática, com um levíssimo suspense, escrita pela falecida escritora canadense, Susan Harrison. Tragicamente, foi o seu primeiro e único romance, já que teve sua vida levada pouco após o lançamento de seu livro, por um câncer.
Lançada em 2013 no Canadá, logo tornou-se um sucesso de crítica, principalmente após o advento da obra similar, Garota Exemplar. Infelizmente (ou não), passa longe de poder se comparar ao suspense de Gillian Flynn (que realmente é muito bom). A Mulher Silenciosa foi publicada, no Brasil, apenas em 2014, pela Intrínseca.
Confesso que tinha um mega hype para este livro e que estava no topo da minha última lista de leitura. Assim que tive a primeira oportunidade, já fui atrás de lê-lo, pois acreditava que seria muito bom.
Enfim, só posso avisar que não comprei o livro, apenas baixei para lê-lo. Afirmo que não me arrependo disso.
A história conta a vida de um casal que tinha de tudo para ser perfeito. Ambos bem sucedidos, com seus empregos fixos e com uma ampla visibilidade social, vivem em excelentes condições em uma casa bem localizada, grande e confortável. Possuem carros de luxo e acessórios de última geração. Em questão material, tudo, aparentemente, está muito bem para Todd e Jodi. Porém, apesar de tudo, nada consegue cobrir o que, efetivamente, acontece no âmbito emocional dos dois.
Jodi, uma psicoterapeuta de sucesso e renome, com casos selecionados, trabalha em casa diariamente e consegue tempo para se ocupar de outras atividades como hobby. Todd, com uma vida difícil, arriscada e decidida, obteve sucesso no mercado imobiliário e tornou-se um dos empreiteiros mais bem recomendados da região. O rapaz passa pouco tempo em casa, dizendo que tem compromissos profissionais, o que ele não sabe é que sua esposa já desconfia, silenciosamente, das atividades adúlteras dele.
Tudo complica de vez quando, repentinamente, o caso de Todd com uma garota com a metade de sua idade vem a tona, e o homem decide abandonar Jodi e sua casa para viver com sua amante. Deste modo, a vida de Jodi torna-se um verdadeiro inferno, já que não se adapta a solidão, principalmente em relação ao homem com o qual já vive há décadas. Assim, a mulher começa a se questionar sobre seu silêncio, sua passividade e culpa, julgando-se responsável e buscando respostas para as atitudes de seu marido, ao mesmo tempo que busca alternativas para enfrentar sua crise financeira pós-separação, o que a faz tomar atitudes desesperadas que vão, até mesmo, de encontro a sua índole e sua ética.
A Mulher Silenciosa é, basicamente, um ensaio sobre um tema bastante recorrente nos dias atuais: o silêncio e a omissão. Infelizmente, vivemos em um mundo não covarde, mas medroso e passivo, onde as pessoas acabam se escondendo e evitando confrontos, a fim de livrar sua pele de algo maior ou de evitar que alguma catástrofe em maiores proporções aconteçam. No caso, Jodi sempre foi uma mulher omissa e que "permitia" as fugidas de Todd, sempre esperando que ele fosse se arrepender e que tudo voltaria ao seu devido local. Por conta de seu medo de perder o marido, ainda mais na idade avançada que ela tinha, acabou permitindo a ocorrência das aventuras do marido, sem contar que culminaria em algo irreparável financeiramente e psicologicamente.
Já Todd, apesar de seu espírito adúltero e infiel, nunca deixou de pensar em Jodi e no quanto a ama, mesmo durante sua saída de casa e sua convivência com sua amante. O que já me criou um questionamento sobre o amor, que, por mim, já é visto como uma desculpa para as mentiras e traições. Como diria Wallace em E Se?: "o amor é uma arma do cinismo". E isso é bem exposto na obra de A.S.A.Harrison. uma história que trata dos dois lados da moeda e que busca explicar as justificativas e reflexões das duas partes do casal.
É uma obra bastante inteligente e real, porém, muitas vezes, acaba perdendo o foco e viajando um pouco nas ideias psicológicas referentes ao comportamento humano em outros ramos da natureza social, o que torna o enredo confuso em algumas partes e quebra o ritmo (muitas vezes bom) que o conflito ditava.
Inspirado um pouco em Garota Exemplar, como muitas revistas e críticas diziam, encontrei sim algumas analogias, mas é impossível comparar as obras! Garota Exemplar vai MUITO além!
A Mulher Silenciosa se resume à história de um casal que já não vivia mais algo concreto e real, que estavam em um mundo cheio de possibilidades, mas a maioria já sendo impalpáveis. Trata, também, do drama de uma mulher indecisa quanto aos seus sentimentos e incapaz de tomar atitudes por eles, o que a tornou omissa e, deste modo, permitiu com que seu casamento se acabasse.
Em um universo de mentiras e traições, cabe aos dois decidir o que mais importa em sua vida, ao mesmo tempo que devem pesar tudo que viveram e, deste modo, tomar as atitudes corretas e mais humanas para que consequências irreparáveis não tornem a vida dos dois um caos.
É um ensaio psicológico que, para muitos, trará um enredo e uma trama diferente, que possa ser capaz de prender do início ao fim e de fazer refletir sobre as escolhas de nossas vidas e sobre a real importância que damos as pessoas que estão ao nossos lados, e o quanto podemos nos sacrificar para fazer as coisas darem certos e para honrar os votos de amor e de fidelidade.

3 comentários:

  1. Oi!!
    Eu indiquei seu blog para responder uma Tag bem legal: Tag Liebster Award!!
    Conheça a tag e confira: Tag Liebster Award no Literariando Por Aí

    ResponderExcluir
  2. Oi, Andre!
    Para quem gosta do gênero, o livro parece ser bem legal, mas confesso que não está entre os meus tipos de leituras preferidas. De qualquer jeito vou deixar aqui guardado em um canto, vai que eu goste. rs
    Adorei a resenha. ^^
    Beijo

    canastraliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu particularmente amei e odiei ao mesmo tempo esse livro, ainda me sinto confuso a respeito dos meus sentimentos a respeito dele, mas é um dos livros que eu releria ou relerei mais vezes. Adorei o blog, já está nos meus favoritos.

    Meu blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir